O que são cookies e como eles afetam o Marketing Digital?

O que são cookies e como eles afetam o Marketing Digital?
 

Você já se perguntou porquê os anúncios que aparecem nos sites que você navega estão alinhados com o seu tipo de compra? Ou porquê, quando você vai preencher um formulário, o seu computador já possui seus dados básicos? Pois é, isso não é nenhuma bruxaria ou invasão de privacidade – são apenas os cookies ajudando na sua navegação.

 

Cookies? O que são cookies?

Os cookies são pequenos arquivos, contendo fragmentos de dados, que são salvos no navegador para personalizar a visita do usuário ao site. São essas informações que facilitam, por exemplo, o transporte de dados entre as páginas de um mesmo site, possibilitando o famoso "carrinho de compras". 

 

O nome irreverente foi dado pelo programador Lou Montulli e se refere a "magic cookies", termo utilizado para pacotes de informações que são enviados e recebidos sem alterações. A associação com o biscoito recheado é apenas uma coincidência. 

 

Embora aparente ser uma tecnologia recente, ela existe desde os anos 90, época em que foi iniciada de forma definitiva o uso da internet doméstica, ou seja, com cada vez mais pessoas utilizando a internet em suas casas para lazer. 

 

Porém, a fama dos cookies é recente, surgindo com o debate sobre privacidade online. Isso porque ao longo dos anos a tecnologia rapidamente ganhou diferentes propósitos, atendendo tanto às necessidades dos usuários como também as dos donos de site e agências de marketing. 

 

Entenda melhor as várias possibilidades de usabilidade dos cookies. 

 

Cookies no login

Uma das principais funções dos cookies é salvar informações que facilitam a navegação mais rápida do usuário, como, por exemplo, o armazenamento das informações do login. Dessa forma, quando você entrar no site, não vai precisar preencher novamente os seus dados.

 

Cookies em formulários

Como o processo de compras online costuma envolver o preenchimento de muitos dados, como endereço e número do cartão de crédito, os cookies responsáveis por armazenar as informações desses dados ajudam para que a compra seja feita de forma mais rápida e eficaz.

 

Também são utilizados em formulários formais, como o preenchimento de dados para pesquisas, sites do governo e outros tipos. 

 

Cookies no Marketing Digital

E por fim, os cookies que são utilizados no Marketing Digital, ajudando as empresas a compreenderem melhor os seus clientes e atuando na captação de leads. Com base nos cliques e interesses, o site é personalizado para a jornada do usuário.

 

Para que essas funções sejam realizadas de forma satisfatória, existem vários tipos de cookies atuando, mas os mais comuns são:

 

Cookies transitórios

Também são chamados de cookies de sessão, porque é armazenado apenas na memória temporária do computador, sendo apagado assim que fecha o navegador da internet. Ele não coleta dados pessoais e, normalmente, a sua única função é facilitar a navegação do usuário. 

 

Cookies persistentes 

Com o objetivo de coletar as informações do usuário, os cookies persistentes ficam armazenados até expirarem ou serem excluídos. É com esse tipo de informação que as plataformas conseguem traçar as preferências dos usuários e, dessa forma, proporcionar uma navegação personalizada, com anúncios baseados na busca recente, por exemplo. 

 

Cookies maliciosos

Tem como objetivo rastrear seus hábitos na internet e construir um perfil dos seus interesses, que possui um alto valor no mercado de dados caso obtenham informações o suficiente para aumentar a taxa de conversão com anúncios específicos. 

 

É devido a esse tipo de cookies que, recentemente, o Brasil seguiu os passos dos países europeus para regulamentar esse tipo de coleta de informação com a Lei de Proteção de Dados (LGPD), que falaremos mais pra frente. 

 

Cookies de terceiros

Esses cookies maliciosos podem ser captados a partir de anúncios em sites, sem que a pessoa sequer tenha clicado no anúncio. Ou seja, em um site com 10 anúncios, podem ser criados até 10 cookies, que são chamados de cookies de terceiros. 

 

O objetivo é traçar a rota de navegação do usuário, criando assim um perfil de consumidor. Geralmente, esse tipo de cookies é de difícil remoção, o que nos leva ao nosso próximo assunto: como remover os cookies?

Remoção de cookies

A remoção de cookies comuns é fácil, podendo inclusive eliminar erros de carregamento de páginas devido às informações corrompidas, além de preservar a privacidade do usuário. No entanto, se a remoção for feita constantemente, pode prejudicar a experiência de navegação, exigindo que o login seja feito constantemente, por exemplo.

Mas caso ainda assim opte pela remoção, ela pode ser feita ao limpar o histórico de navegação. Você pode selecionar o site que quer apagar esse histórico ou selecionar o dia que quer apagar, não prejudicando todos os sites já visitados.

 

Com a LGPD e as novas regras, também se tornou mais fácil personalizar a permissão de cookies e a remoção dos dados de sites específicos. Dessa forma, o usuário tem a sua privacidade e segurança garantidas. 

Cookies não são prejudiciais 

Os cookies em si não são prejudiciais e nem apresentam nenhum risco para o usuário, tendo como único objetivo o armazenamento de dados para facilitar a navegação e a jornada de compra. No entanto, existem hackers capazes de "sequestrar" esses cookies e acessar a navegação, podendo vender dados sensíveis.

 

Com o surgimento desses casos, houve uma alta de 50% na busca por "privacidade online" em 2020, segundo pesquisa do Google. Isso demonstra que a evolução da tecnologia também exige o refinamento na segurança, para criar uma relação de confiança com os usuários. 

 

Diferente do que muitos pensam, reforçar essa privacidade não irá prejudicar o Marketing Digital. Pesquisa recente feita pela Cisco afirma que 70% das empresas que investiram em privacidade colheram benefícios, como maior lealdade dos consumidores e maior eficiência operacional.

Qual a conexão entre LGPD e cookies?

Como podemos perceber, os cookies são capazes de tornar as pessoas identificáveis na internet e, por isso, esses arquivos também são classificados como dados pessoais, se encaixando na Lei de Proteção de Dados (LGPD). 

 

Embora não cite especificamente os cookies, a nova lei exige transparência da empresa sobre o uso de dados. Ou seja, é necessário que seja informado ao usuário como, porquê e para quê esses dados são utilizados (geralmente, esses termos estão transcritos na Política de Privacidade e nos Termos de Uso).

 

Com essa demanda de transparência, algumas empresas foram além do clássico banner informativo, utilizando banners que solicitam o consentimento do usuário de forma personalizada. Isso agrega valor ao website por aumentar a confiança do usuário. 


 

Para obter o banner de cookies personalizado no seu website, com adequação à LGPD, entre em contato com a Hoogli – agência de marketing em Brasília com soluções rápidas e assertivas. Não deixe de se atualizar e seguir as tendências do mercado!

Inscreva-se em nosso blog

 
 

Posts Relacionados

 
 
Afroempreendedor: o Google quer apoiar você
Afroempreendedor: o Google quer apoiar você

O movimento acontece pelo mundo todo e tem por objetivo um apoio mútuo entre pretos, criando conscientização e tendo como meta maior alcançar e semear seus propósitos para o máximo de pessoas possível. 

Termos de Uso: o que é e para que servem
Termos de Uso: o que é e para que servem

Os termos de uso são essenciais para a segurança e autoridade do seu site, bem como para oferecer uma boa experiência ao usuário.

Criação de sites profissionais: preços, tipos e benefícios
Criação de sites profissionais: preços, tipos e benefícios

Provavelmente, o seu site será o primeiro lugar em que os clientes irão procurar informações sobre você.

Whatsapp